Projetos de Engenharia
  • engefast@engefast.com.br
  • 11 3207-3724 | 11 3207-1411

Água Quente e Fria sem Transtornos

A instalação hidrossanitária é o conjunto de tubos, conexões e demais equipamentos que viabilizam a alimentação, o acondicionamento e a distribuição de água fria e quente para ambientes como banheiro, cozinha, lavanderia e garagem, e ainda permite a coleta de resíduos da água não utilizada em consumo, transportando-os até a rede pública ou para o tratamento adequado.

Basicamente, são dois os tipos de instalações hidrossanitárias: rígidas e flexíveis. As rígidas podem ser em PVC, tubos de aço ou até cobre – o material ainda é utilizado em tubulações de agua quente, apesar de seu uso estar diminuindo. Já as instalações flexíveis são feitas com o uso de mangueira PEX, tubos flexíveis com resistência à temperatura de até 95°, sendo, portanto, utilizados tanto para a água fria como para a água quente.

Os dois sistemas apresentam vantagens e desvantagens. Os tubos rígidos de PVC são fáceis de encontrar, necessitam de ferramentas comuns e têm um custo bem acessível, bem como mão de obra abundante. No caso das mangueiras PEX, elas exigem ferramentas específicas como o alicate alargador e o crimpador, e, apesar de sua instalação ser fácil, a mão de obra precisa de treinamento específico para trabalhar com este material, que tem um custo maior e não é encontrado facilmente fora dos grandes centros.

Existe ainda um terceiro tipo de instalação hidrossanitária, que não é muito utilizada no Brasil: gás. Um dos fatores que dificulta a disseminação é o preço. Apesar do custo do uso do gás ser menor do que o uso da energia elétrica para aquecimento de água, o valor do aquecedor a gás é muito superior ao chuveiro elétrico. Por exemplo, um equipamento com vazão de 8 litros/minuto custa a partir de R$ 500,00, enquanto um chuveiro elétrico é encontra a partir de R$ 20,00.

No médio prazo, o uso do gás é mais econômico do que a energia elétrica, e com o tempo o proprietário acaba tendo economia, sem falar que a ducha do aquecedor a gás permite um conforto maior na hora do banho. Por outro lado, uma de suas desvantagens é o consumo de água, e nestes tempos de crise hídrica é importante economizar. Só para se ter uma ideia, uma ducha a gás tem vazão de 8 a 12 litros/minuto e um chuveiro elétrico, de 3 a 4 litros/minuto.

Durante a obra, é importante ter alguns cuidados, independentemente do sistema de instalação hidrossanitária que se irá utilizar, para evitar problemas. Alguns deles são: seguir a risca o projeto elaborado pelo engenheiro responsável e as orientações do fabricante quanto à instalação e armazenagem; utilizar ferramentas e materiais adequados, seguros e de qualidade e trabalhar apenas com mão de obra treinada. Além disso, observar os caimentos recomendados para a rede de esgoto e drenagem de água também ajuda a evitar vazamentos e mau cheiro.

Quando bem cuidadas, qualquer tipo de instalação e tubulação pode durar muitos anos. O ideal, nestes casos, é evitar o uso de produtos químicos corrosivos, que irão diminuir sua vida útil, e a exposição ao sol, pois ela causa deterioração no longo prazo.

No Comments Yet.

Leave a comment